VELO-CITY 2018  POR 4 DIAS  O RIO FOI A CAPITAL MUNDIAL DA BICICLETA

VELO-CITY 2018 POR 4 DIAS O RIO FOI A CAPITAL MUNDIAL DA BICICLETA

Entre os dias 12 e 15 de Junho, a cidade do Rio de Janeiro recebeu uma das mais importantes conferências mundiais aonde o principal tema abordado é a bicicleta e suas politicas, a Velo-city.

O evento teve a organização da  ECF - Federação Europeia de Ciclismo e da Prefeitura do Rio. A velo-city teve sua primeira edição em 1980 na cidade de Bremen, na Alemanha, porém a conferência só se tornou global em 2010 quando passou a ser anual, sendo que nos anos impares é realizada na Europa e anos pares em outros continentes, sendo sediada em  cidades que promovem o uso da bicicleta como meio de transporte e recreação.  

Durante os 4 dias de conferência cientistas, ativistas, empresários, engenheiros, arquitetos e ambientalistas, além de representantes da indústria e do poder público mas todos tendo em comum o desenvolvimento de atividades ligadas ao uso da bicicleta,  discutiram e apresentaram projetos e soluções sobre infraestrutura, inclusão, logística, saúde, cultura, inclusão, segurança, negócios e cicloturismo.

Chegando à América do Sul pela primeira vez, a VeloCity 2018 Rio teve como  tema principal o  Acesso à Vida, vinculado ao objetivo geral da inclusão do ciclismo. Com base em tópicos de conferências anteriores, como Saúde, Infraestrutura.

A Velo-city 2018 foi aberta com  a plenaria  “Cidade para todos” , aonde  foram apresentadas soluções para o desenvolvimento urbano sustentável e como isso resulta na inclusão de todas as pessoas em uma cidade; crianças, idosos, mulheres e deficientes. Afinal uma cidade sustentável é uma cidade feita com gente que pedala. 

A VeloCity tem por objetivos:

— Distribuir conhecimentos de alta qualidade, novas informações sobre ciclismo e planejamento de transporte no nível internacional.

— Cidades com boas políticas de ciclismo mostram os benefícios que estas trazem aos seus cidadãos, empresas e outros através da publicidade gerada pela conferência.

— Incentivar o reconhecimento do ciclismo como um meio de transporte eficiente, saudável e respeitador do meio ambiente e promover o seu maior uso.

— Integração do planejamento do ciclismo nos transportes, planejamento do uso da terra e outros setores políticos relevantes onde o ciclismo desempenha um papel importante.

— Buscar o envolvimento de todas as partes interessadas relevantes.

(ECF)

Admin

18 Junho 2018

Mobilidade

Comentários

Destaque

As bicicletas elétricas vem provocando um expressivo aumento nas vendas. Junto ao bom desempenho comercial, muitas empresas estão buscando novas soluções para garantir maior autonomia e melhor desempenho das baterias. Com a utilização de Grafeno aliado à nanotecnologia as baterias para e-bikes, em breve, devem passar por uma revolução