VELO-CITY 2018  POR 4 DIAS  O RIO FOI A CAPITAL MUNDIAL DA BICICLETA

VELO-CITY 2018 POR 4 DIAS O RIO FOI A CAPITAL MUNDIAL DA BICICLETA

Entre os dias 12 e 15 de Junho, a cidade do Rio de Janeiro recebeu uma das mais importantes conferências mundiais aonde o principal tema abordado é a bicicleta e suas politicas, a Velo-city.

O evento teve a organização da  ECF - Federação Europeia de Ciclismo e da Prefeitura do Rio. A velo-city teve sua primeira edição em 1980 na cidade de Bremen, na Alemanha, porém a conferência só se tornou global em 2010 quando passou a ser anual, sendo que nos anos impares é realizada na Europa e anos pares em outros continentes, sendo sediada em  cidades que promovem o uso da bicicleta como meio de transporte e recreação.  

Durante os 4 dias de conferência cientistas, ativistas, empresários, engenheiros, arquitetos e ambientalistas, além de representantes da indústria e do poder público mas todos tendo em comum o desenvolvimento de atividades ligadas ao uso da bicicleta,  discutiram e apresentaram projetos e soluções sobre infraestrutura, inclusão, logística, saúde, cultura, inclusão, segurança, negócios e cicloturismo.

Chegando à América do Sul pela primeira vez, a VeloCity 2018 Rio teve como  tema principal o  Acesso à Vida, vinculado ao objetivo geral da inclusão do ciclismo. Com base em tópicos de conferências anteriores, como Saúde, Infraestrutura.

A Velo-city 2018 foi aberta com  a plenaria  “Cidade para todos” , aonde  foram apresentadas soluções para o desenvolvimento urbano sustentável e como isso resulta na inclusão de todas as pessoas em uma cidade; crianças, idosos, mulheres e deficientes. Afinal uma cidade sustentável é uma cidade feita com gente que pedala. 

A VeloCity tem por objetivos:

— Distribuir conhecimentos de alta qualidade, novas informações sobre ciclismo e planejamento de transporte no nível internacional.

— Cidades com boas políticas de ciclismo mostram os benefícios que estas trazem aos seus cidadãos, empresas e outros através da publicidade gerada pela conferência.

— Incentivar o reconhecimento do ciclismo como um meio de transporte eficiente, saudável e respeitador do meio ambiente e promover o seu maior uso.

— Integração do planejamento do ciclismo nos transportes, planejamento do uso da terra e outros setores políticos relevantes onde o ciclismo desempenha um papel importante.

— Buscar o envolvimento de todas as partes interessadas relevantes.

(ECF)

Admin

18 Junho 2018

Mobilidade

Comentários

Destaque

Shimano Fest - Maior festival do setor a bicicleta da América Latina reunirá, em seus dois dias fechados para negócios, mais de 2 mil lojistas de todo país no Jockey Club de São Paulo