SEXTA SEM CARRO FECHA O CENTRO HISTÓRICO DE SÃO PAULO

SEXTA SEM CARRO FECHA O CENTRO HISTÓRICO DE SÃO PAULO

Aos poucos a cidade de São Paulo começa a adotar medidas que já foram implantadas em outras metrópoles do mundo que visam reduzir o acesso de veículos automotores às ruas centrais da cidade.

Pode parecer uma ação até tímida, pois a Sexta sem Carro, acontecerá apenas na última sexta-feira do mês, mas aos poucos as autoridades que administram a cidade perceberam que é importante reduzir a utilização dos veículos particulares e incentivar a utilização de outros modais, como ônibus, metrô e bicicleta.

O primeiro teste aconteceu no “Dia Mundial Sem Carro” no último mês de setembro e, devido ao bom resultado da medida, será uma ação permanente da atual gestão.

A iniciativa busca incentivar o debate sobre o uso do veículo na cidade, propor soluções como a prática da carona entre amigos e vizinhos (o que aumenta a lotação dos carros e diminui o número de veículos nas ruas), estimular o uso do transporte coletivo e as pequenas viagens a pé ou de bicicleta.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá fechar, das 6h00 às 18h00, algumas vias do Centro Histórico da cidade ao trânsito de carros e motos. A “Sexta sem Carro” será repetida toda última sexta-feira do mês para que a população se conscientize e passe a utilizar outros meios de transporte e também caminhar pelas ruas do centro. A CET colocará faixas na região alertando para os bloqueios e fará o monitoramento dos desvios propostos e dos principais cruzamentos afetados, orientando os motoristas sobre a proibição

A proibição ao trânsito de carros e motos acontecerá em toda extensão da Rua Boa Vista, Ladeira Porto Geral, Largo de São Bento, Rua Líbero Badaró, Viaduto do Chá e em trecho da Rua Florêncio de Abreu (entre a Ladeira da Constituição e a Rua Boa Vista), sendo permitida somente a circulação de ônibus, táxis e bicicletas.

Fonte: Secretaria Especial de Comunicação/SP

(Fonte: Secretaria Especial de Comunicação/SP)

Admin

24 Novembro 2017

Mobilidade

Comentários

Destaque

Levantamento da Secretaria de Finanças da cidade de Santos mostram que o crescimento no comércio voltado ao setor de bicicletas acompanha os da expansão da malha cicloviária na cidade da baixada santista.