SEMÁFOROS INTELIGENTES A SERVIÇO DO CICLISTA

SEMÁFOROS INTELIGENTES A SERVIÇO DO CICLISTA

A cidade de Roterdã, nos Países Baixos, testa desde o mês de setembro do ano passado, semáforos inteligentes para facilitar a vida do ciclista. A proposta é que as pessoas que usam a bicicleta fiquem menos tempo paradas aguardando o sinal verde nos cruzamentos mais movimentados da cidade

Não se trata de simples semáforos para o controle do trânsito, a cidade de Roterdã está usando alta tecnologia, com um equipamento chamado thermicam – uma câmera com sensores infravermelhos que detectam o aumento de temperatura gerado pela quantidade de ciclistas que se aproximam do equipamento. Quando chegam mais de dez ciclistas ao semáforo, o tempo de espera é reduzido, passando dos 2 a 3 minutos em cruzamentos de muito trafego, para 67 segundos. Essa alteração é gerenciada por um sofisticado programa que avalia o fluxo de pessoas pedalando em alguns dos cruzamentos mais movimentados da cidade portuária. O primeiro semáforo com a thermicam foi instalado em setembro na região da congestionada Praça Churchill, no centro da cidade e as autoridades consideraram a ação positiva, com isso mais equipamentos similares foram instalados em outros cruzamentos da cidade, atendendo ao principal objetivo de reduzir o tempo de espera dos ciclistas em 30 a 50 por cento. Em regiões de menor fluxo de trânsito de veículos automotores, estão sendo testados semáforos equipados com sensores de chuva, neve ou granizo, assim durante as intempéries a luz verde para a passagem dos ciclistas se abre com maior rapidez.

O vereador Pex Langenberg, ativista das causas de mobilidade urbana, explica os motivos que levaram a adoção dessas novas tecnologias: “No centro de Roterdã há muitos escritórios e escolas. Queremos encurtar as distâncias para que as pessoas possam trocar os carros pela bicicleta, portanto tentamos fazer o ciclismo mais confortável”, e para isso quem pedala não precisa ficar tanto tempo parado em cruzamentos.

O grande projeto de Roterdã é se tornar, em 2018, a Cidade da Bicicleta para isso, além da implantação dessas novas tecnologias nos semáforos, há mais 40 medidas que estão sendo aplicadas pelo governo local para incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte. Em dados da prefeitura local, fica claro o aumento do número de pessoas pedalando na cidade holandesa, há dez anos eram cerca de 40 mil as pessoas que usavam a bicicleta diariamente, hoje já são mais de 70 mil, em uma população de 600 mil habitantes só no último ano, o crescimento de usuários foi de 10%. Resultados que deixam claro que o incentivo e as facilidades levam mais pessoas a utilizarem a bicicleta.

Fonte: NOS/El Pais

(NOS/El Pais)

Admin

11 Abril 2017

Mobilidade

Comentários

Destaque

O bom desempenho dos ciclistas britânicos nos Jogos Olímpicos do Rio2016 teve repercussão direta na comercialização de bicicletas pela internet e em lojas físicas no Reino Unido. O comércio comemora as vitórias com aumento no faturamento, e deixa claro que quando o esporte tem planejamento este se torna uma ótima ferramenta de promoção e de negócios