PROJETO PREVÊ CICLOVIA DE 320 KM ENTRE SALVADOR E ARACAJU

PROJETO PREVÊ CICLOVIA DE 320 KM ENTRE SALVADOR E ARACAJU

Uma ciclovia de 320 km ligando o Farol da Barra, em Salvador à Praia dos Artistas em Aracaju, este é o projeto para desenvolver o turismo em bicicleta e a mobilidade. A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) lançou no dia  18 de maio, em Brasília, o projeto da rota de ciclismo Salvador-Aracaju. Tomando por base um trajeto ecoturístico entre as duas capitais nordestinas, o empreendimento visa a promoção do turismo, a mobilidade, a economia e os arranjos produtivos locais nos municípios baianos e sergipanos ao longo do percurso.

Recebemos a demanda para condução dos estudos de viabilidade técnica e ambiental para implantação de uma rota de ciclismo entre Salvador e Aracaju. Hoje a ligação rodoviária entre as duas  cidades têm aproximadamente 320 quilômetros, com diversos obstáculos para prática do ciclismo e sem infraestrutura de apoio aos ciclistas”, afirmou o diretor-presidente da Codevasf, Marcelo Moreira.

Moreira destaca que o litoral norte da Bahia e o litoral sul de Sergipe oferecem atrativos e oportunidades que poderão ser aproveitados por turistas e que também beneficiarão moradores de comunidades rurais e núcleos urbanos por onde a rota de ciclismo passar. “Já temos um acordo de cooperação com a Embratur para que a Codevasf também promova ações de desenvolvimento voltadas para o turismo na área de atuação da empresa”, destacou.

As etapas previstas no projeto envolvem estudo de viabilidade (EVTEA), estudos ambientais, projeto básico e executivo e execução das obras. O traçado da rota de ciclismo, que será definido após a elaboração dos estudos, terá início e fim no Farol da Barra, em Salvador, e na Praia dos Artistas, em Sergipe.

Entre as alternativas de percursos a serem analisadas estão a de uma ciclovia a beira-mar, uma ciclofaixa paralela às rodovias BA-099 e SE-100 e a implantação de uma ciclofaixa no acostamento das duas rodovias – ambas opções com rotas para acesso a praias e áreas urbanas na beira-mar.

“Essas ideias conceituais serão detalhadas no estudo de viabilidade para identificarmos a alternativa mais viável, não só financeiramente, mas com melhor benefício para a população e com menos impacto ambiental”, explicou o gerente de Estudos e Projetos, da Área de Desenvolvimento Integrado e Infraestrutura da Codevasf, Emílio de Souza Santos.

Durante o lançamento do projeto, a diretora-presidente da União de Ciclistas do Brasil (UCB), Ana Luiza Carboni, apresentou o papel do ciclismo no contexto brasileiro. “A mobilidade ativa pode ter um papel importante na redução das emissões de gases de efeito estufa, substituindo as viagens de carro e moto, especialmente em viagens curtas, e interagindo com o transporte coletivo público”, destacou.

O secretário de turismo da Bahia, Fausto Franco, destaca as belezas naturais que o cicloturista encontrará na região e as oportunidades de negócios que podem se abrir para as muitas comunidades ao longo do percurso. “Quem fizer a visita terá a oportunidade de estar em contato com a exuberante natureza da região e também com a cultura local. Já os moradores das cidades margeadas pela rodovia e ciclovia terão a oportunidade de vender serviços e produtos típicos, incrementando a renda das comunidades”, comemorou. Fausto destacou ainda que a Costa dos Coqueiros abriga o maior parque hoteleiro do estado e está em plena expansão.

Já o secretário de turismo de Sergipe,Sales Neto, comemorou a iniciativa e lembrou que Aracaju possui tradição forte no ciclismo, “O Governo de Sergipe está de braços abertos para receber essa iniciativa e apoiar. Essa será uma obra fantástica. Os ciclistas de Sergipe estão muito felizes. A ciclovia vem ao encontro do que há de mais moderno, como o turismo em contato com a natureza e atividades ao ar livre. Iremos apoiar em tudo que estiver ao nosso alcance, lembrando que o governador Belivaldo Chagas já está construindo ciclovias na nova obra da Orla Sul, que quando ficar toda pronta vai somar mais 17 quilômetros”, afirmou o secretário.

Também participaram do evento, que foi transmitido pelo canal da Codevasf no YouTube, o vice-presidente da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), Orlando Schmidt, a gestora de serviços da Cultura, Esporte e Turismo do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí (CIMVI), Arlete Regilene Scoz, o professor da Universidade Federal Rural do Semiárido, Eric Amaral Ferreira, o secretário de Turismo do Estado da Bahia, Fausto Franco, o secretário de Turismo do Estado de Sergipe, José Sales Neto, o gerente de Promoção Internacional de Projetos Especiais da Embratur, Rodolfo Nogueira, o chefe da Assessoria Especial de Assuntos Parlamentares e Federativos do Ministério do Turismo, Bob Santos, parlamentares da bancada da Bahia e de Sergipe e gestores e técnicos da Codevasf, entre outras autoridades.

(Codevasf)

Admin

21 Maio 2021

Mobilidade

Comentários

Destaque

Memorial da América Latina realiza ação inédita ao levar 12 esculturas de Adelio Sarro para exposição na ciclovia do rio Pinheiros