OSLO SUBSIDIA COMPRA DE E-BIKES DE CARGA

OSLO SUBSIDIA COMPRA DE E-BIKES DE CARGA

Com a proposta de que os cidadãos deixem seus carros em casa, a prefeitura de Oslo criou um projeto aonde cidadãos de todas as classes sociais poderão ganhar um bônus de até 10 mil coroas norueguesas (aproximadamente R$ 3,700) para a compra de uma bicicleta elétrica, a proposta é para 8 modelos de bicicletas de carga e para transporte de pessoas.

A primeira parte do projeto foi iniciada em janeiro deste ano, e em menos de um menos de um mês,  o total da verba de R$ 1,9 milhões  já havia sido totalmente requerida pelos cidadãos.  As bicicletas elétricas de carga custam na Noruega entre R$ 5,1 mil e R$ 18,8 mil  ou seja que cada cidadão ainda terá que desembolsar, dependendo do modelo,  entre R$ 3,8 mil e R$ 10,2 mil. Outro projeto também está sendo desenvolvido para incentivar empresas e condomínios a investirem em e-bikes.

Essa ação da capital norueguesa aponta para dar soluções à proibição da circulação de automóveis no centro da cidade, que entrará em vigor em 2019. Mas antes disso,  os gestores da cidade estão preocupados com a qualidade do ar que se torna muito ruim no inverno , assim sendo, é muito comum a cidade proibir a circulação de veículos movidos a diesel para minimizar os efeitos da poluição do ar.

Além do bônus para a compra de e-bikes, a Noruega esta apostando na mudança do modal e para isso está investindo mais de R$ 2,15 bilhões em infraestrutura para a utilização da bicicleta.

Com um relevo mais duro e com condições climáticas mais adversas que as cidades europeias de Amsterdã ou Copenhague, a cidade de Oslo tem um grande desafio, daí a aposta nas e-bikes que possibilitam o transporte de pequenas compras da casa ou até para levar os filhos à escola. Em Copenhague, já é comum ver os pais pedalando uma bicicleta com um reboque para levar seus filhos pequenos à escola.

Fotos: Douze Cycles

(Citylab)

Admin

13 Março 2017

Mobilidade

Comentários

Destaque

A crescente popularidade das e-bikes e dos veículos elétricos leves pessoais (PLEV’s) e a entrada em vigor da norma europeia EN15194 exigem uma maior especialização do mercado. Para atender as exigências legais, uma organização alemã acaba de inaugurar um novo laboratório para atender as demandas da indústria que precisa produzir bicicletas elétricas dentro dos padrões legais