NO DF AUMENTA O NÚMERO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS QUE UTILIZAM A BICICLETA PARA FAZER ENTREGAS

NO DF AUMENTA O NÚMERO DE PRESTADORES DE SERVIÇOS QUE UTILIZAM A BICICLETA PARA FAZER ENTREGAS

Uma tendência que já se viu em várias capitais do país também chegou ao Distrito Federal: a entrega em domicílio, feita tradicionalmente por motoboys, vem gradualmente cedendo espaço ao serviço de delivery feito em bicicletas ou como também é conhecido o profissional que faz entregas pedalando o bike courier.

O dono de uma empresa de entregas em Águas Claras tem cinco funcionários  que usam a bicicleta para a entras de documentos e mercadorias aponta que o foco é na sustentabilidade e com a proposta de um carro a menos na rua e na utilização de um transporte rápido e eficiente,  isso tem atraído até alguns novos parceiros e também investidores no projeto.

Nos pequenos mercados de Ceilândia a bicicleta cargueira, equipada com caixas para o transporte de mercadorias,  ganhou espaço para entregas de alimentos, e um trabalhador pode chegar a fazer até 30 viagens em um dia.

Porém os trabalhadores do pedal apontam que um dos maiores problemas encontrados é a falta de bicicletários apesar de no Distrito Federal existirem leis que obrigam ao comércio e prédios públicos a disponibilizarem o equipamento.

fotos: divulgação

 

(G1)

Admin

03 Novembro 2017

Mobilidade

Comentários

Destaque

Fabricantes europeus estão fazendo um movimento de retorno, levando suas produções para mais perto da sua rede de distribuição na Europa. Agilidade nas entregas e possibilidade de atender a costumização estão sendo levados em conta por grandes players do setor