NITERÓI CRIARÁ NOVAS CICLOVIAS QUE INTERLIGARÃO SISTEMA DE COMPARTILHAMENTO DE BICICLETAS

NITERÓI CRIARÁ NOVAS CICLOVIAS QUE INTERLIGARÃO SISTEMA DE COMPARTILHAMENTO DE BICICLETAS

Com a previsão de implantação do Nit Bike pelo Programa Niterói de Bicicleta, a Prefeitura de Niterói criará novas ciclovias para viabilizar a interligação entre as estações do sistema de compartilhamento de bicicletas.

O serviço de compartilhamento terá 50 estações e começará a funcionar gratuitamente a partir de março. Para interligar as ciclovias já existes com os pontos de compartilhamento novas pistas exclusivas para os ciclistas serão criadas em ruas nos bairros de Gragoatá, Ingá, Icaraí e São Francisco, totalizando um acréscimo de 2,75 Km à malha cicloviária da cidade, que chegará a 83,75 Km.

A expansão está sendo planejada com o objetivo de melhorar a ligação entre os bairros. O coordenador do Programa Niterói de Bicicleta, Filipe Simões, explica que as novas rotas facilitarão também o acesso e a mobilidade em toda a cidade.

“A expansão da malha cicloviária de Niterói é uma iniciativa chave para incentivar o uso de bicicletas como meio de transporte sustentável, saudável e democrático. Estas mudanças não apenas melhoram a mobilidade urbana, mas também contribuem para a qualidade de vida, inclusão social e redução da poluição ambiental. Niterói tem demonstrado comprometimento contínuo com o desenvolvimento cicloviário. Alcançamos marcos significativos em anos recentes como a expansão da malha cicloviária, a instalação de contadores automáticos de ciclistas e o lançamento de programas educativos e de incentivo ao ciclismo. Esta expansão atual é uma extensão natural desses esforços, alinhando-se com o objetivo de longo prazo de tornar Niterói uma referência em mobilidade por bicicleta”, afirmou Filipe Simões.

O prefeito de Niterói, Axel Grael, destacou que a presença das bicicletas nas ruas da cidade é uma realidade.

“Havia muito ceticismo quando a gente falava de fazer de Niterói uma cidade para a bicicleta. Hoje isso é uma realidade. A cidade está cada vez mais abraçando a causa da sustentabilidade e a implantação do serviço de bicicletas compartilhadas é mais uma ação neste sentido. Vamos garantir mais mobilidade para a população de forma ambientalmente limpa, além de ser um serviço com um viés social importante, porque será acessível a todos”, reforçou o prefeito.

Nit Bike –  O nome do serviço de compartilhamento de bicicletas de Niterói, que começa a funcionar em março, foi escolhido pelos moradores da cidade após uma consulta pública realizada pela plataforma Colab e recebeu 5.240 votos.

O projeto prevê 50 estações, 46 para adultos e quatro para crianças, totalizando 600 bicicletas oferecidas gratuitamente no município.  

No primeiro estágio, a Prefeitura assumirá os custos do serviço, oferecendo viagens gratuitas de até uma hora. Excedendo esse tempo, será aplicada uma taxa proporcional. Além disso, há planos de integração com empresas locais, permitindo a instalação de estações patrocinadas, expandindo a área de cobertura e reduzindo os custos municipais. A implementação será gradual, a partir de março, começando com 15 estações na primeira etapa e expansão para o restante até meados do ano. 

Contadores de ciclistas – A Coordenadoria Niterói de Bicicleta iniciou em janeiro a instalação do sistema Contabike, um avanço significativo na coleta de dados sobre o uso de bicicletas na cidade. O sistema de monitoramento automático de ciclistas desenvolvido pela empresa Eco-Counter é composto por 11 contadores automáticos, estrategicamente posicionados em pontos estratégicos.

(Ascom - Niterói)

Admin

20 Fevereiro 2024

Mobilidade

Comentários

Destaque

A Eurobike passa por um reposicionamento, de um show voltado para o varejista / revendedor em uma feira mais direcionada para o setor. Um reposicionamento provocado pela saída de grandes montadoras/fabricantes de bicicletas