IR AO TRABALHO DE BICICLETA GARANTE FOLGA A FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA DE SALVADOR

IR AO TRABALHO DE BICICLETA GARANTE FOLGA A FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA DE SALVADOR


Os funcionários da Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação – Secis – de Salvador tem o benefício de ganhar um dia de folga desde que se desloquem em bicicleta de sua casa ao trabalho, durante 15 dias úteis no mês

O incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte urbano em Salvador ganhou reforço com a publicação no Diário Oficial do Município da Portaria 003/2017. Agora o servidor público da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação – Secis - que se deslocar de bicicleta de sua residência até o trabalho, durante 15 dias úteis por mês, terá abono de 1 dia de serviço. A resolução tem como base a Lei 12.587, de 03 de janeiro de 2012 – que institui as diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana (PNMU). A medida tem o objetivo de integrar o transporte urbano não motorizado ao cotidiano da cidade e promover o desenvolvimento sustentável na capital baiana.

Para o titular da secretaria, André Fraga, a nova portaria traz vantagens tanto para cidade como para o cidadão: “Salvador precisa de menos carros nas ruas e nós, moradores, de uma vida mais saudável. A integração da bicicleta ao cotidiano do trabalhador e da cidade ajuda na redução das emissões de gases de efeito estufa, melhora a qualidade do ar, ajuda no combate ao sedentarismo e promove a mobilidade ativa”, destaca Fraga, que uma vez por semana se desloca de bicicleta de sua casa até o Parque da Cidade, onde fica a sede da Diretoria de Áreas Verdes do município, em um percurso de 20 quilômetros.

Por enquanto o benefício é para alguns poucos cidadãos soteropolitanos que trabalham na Secretaria de Cidade Sustentável e Inovação – Secis, mas a medida instituída através da Portaria 003/2017 já está em fase de análise pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge) e poderá ser extensiva a outros órgãos e repartições públicas de Salvador. Para receber o benefício, o servidor terá que comprovar o seu deslocamento por meio de uma declaração, aonde deverão constar os dias em que ele utilizou a bicicleta para ir ao trabalho, as assinaturas do beneficiado e do servidor encarregado para exercer a fiscalização do uso do transporte. Feito isso, o documento deverá ser encaminhado à Coordenadoria Administrativa do órgão até o quinto dia útil do mês subsequente. O gozo do abono será previamente autorizado pela chefia imediata do servidor.
Ainda segundo, André Fraga, a proposta de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte pelos servidores do município tem como objetivo ampliar um debate sobre saúde e sustentabilidade na sociedade. “A importância desta portaria é trazer para o poder público um um fomento ao uso da mobilidade ativa que traz diversas contribuições para o cidadão, seja colocando menos um carro nas ruas ou tornando o servidor mais ativo e saudável”, explicou Fraga. Fraga também destacou que, desde que a portaria foi instituída, a Secis recebeu várias solicitações de informação de órgãos de outros estados para conhecer melhor a iniciativa e saber de que forma ele foi implantado em Salvador.
Em breve a secretaria dará início a uma campanha interna com divulgação de informações, cartazes e rodas de conversa sobre os benefícios de utilizar a bicicleta para se locomover.
A estrutura cicloviária de Salvador é formada por 145 km de ciclovias, ciclorotas e ciclofaixas, dois bicicletários públicos situados nos bairros da Barra e Ribeira e 600 paraciclos localizados em pontos estratégicos da capital. Além disso, a cidade dispõe do programa de compartilhamento Salvador Vai de Bike com 40 estações espalhadas pela cidade.
 

(SECIS - Tribuna da Bahia)

Admin

25 Maio 2017

Mobilidade

Comentários

Destaque

No Rio Grande do Sul legisladores aprovam projeto de lei que prevê ciclovias em todos os projetos rodoviários ou em estradas em fase de construção