INAUGURADA CICLOVIA COM 30 KM NA CIDADE UNIVERSITÁRIA EM SÃO PAULO

INAUGURADA CICLOVIA COM 30 KM NA CIDADE UNIVERSITÁRIA EM SÃO PAULO

A Universidade de São Paulo inaugurou em janeiro o novo sistema cicloviário da Cidade Universitária, na zona oeste da capital paulista. As obras foram iniciadas em agosto de 2021 e previam a reforma dos cerca de 3 km existentes e a implantação de mais 30 km de ciclofaixas, que já estão interligadas à malha cicloviária do município de São Paulo pelos Portões 1 e 2. Ainda estão previstas a construção de aproximadamente 6 km de caminhos cicláveis – vias que entram no espaço das Unidades e Órgãos Centrais – e a instalação de paraciclos. O projeto e sua implementação exigiu investimento de R$ 3,4milhões de reais.

Este plano cicloviário está sendo implantado com todos os requisitos técnicos da legislação e da boa prática de ciclismo. Após sua implantação definitiva, e com o uso pela comunidade, alguns ajustes poderão ser necessários. Acredito que esta entrega, além de incrementar a sustentabilidade do campus, pode ser um exemplo para que outras cidades e campi universitários avaliem a possibilidade de adotar a mobilidade ativa”, explicou o prefeito do campus USP da Capital, Hermes Fajersztajn.

Nas principais avenidas do campus, a ciclofaixa foi posicionada no lado direito da via, protegida pela faixa onde estão as vagas de estacionamento dos automóveis. Nessas vias, o estacionamento junto ao canteiro central não será permitido, já que a restarão apenas duas faixas de rolamento. Assim, espera-se que esse redesenho do sistema viário contribua para reduzir a velocidade do tráfego, de forma a melhorar a segurança das pessoas, especialmente os pedestres, cadeirantes e ciclistas. Pelo mesmo motivo, a velocidade em todo o campus foi regulamentada em 40 km/h.

Segundo a prefeitura do campus, a implantação do novo sistema cicloviário, assim como a reforma de calçadas, integra a meta de priorizar a mobilidade sustentável na Cidade Universitária. “A Universidade tem como diretriz incentivar cada vez mais o uso das bicicletas como meio de transporte. Seguindo uma orientação do reitor, a prioridade é sempre do pedestre, depois das bicicletas e, em seguida, do transporte público”, explicou Hermes Fajersztajn.

Para incentivar a utilização da nova ciclovia, a Prefeitura do campus preparou uma campanha de divulgação que já está sendo veiculada nos relógios digitais e mobiliários urbanos da Cidade Universitária. De acordo com Fajersztajn, “nossa expectativa é que, com a volta das atividades presenciais e a necessidade de a comunidade circular entre várias edificações, o uso das ciclofaixas será cada vez maior. Além disso, o apelo dos benefícios à saúde e ao meio ambiente é muito forte entre os jovens – faixa etária que compõe grande parte da nossa comunidade – e isso tende a ampliar o uso da bicicleta”.

Fotos: Marcos Santos/USP Imagens

(Jornal da USP-Mobilize Brasil)

Admin

24 Janeiro 2022

Mobilidade

Comentários