ESPORTE: A DINAMARCA MOSTRA O IMPACTO POSITIVO DE SEDIAR A ABERTURA DO TOUR DE FRANCE EM 2022

ESPORTE: A DINAMARCA MOSTRA O IMPACTO POSITIVO DE SEDIAR A ABERTURA DO TOUR DE FRANCE EM 2022

Qual o impacto de sediar eventos esportivos de destaque? A Dinamarca sediou em julho’2022 o Grand Départ do Tour de France, foram 3 etapas no país nórdico,  e um estudo aponta impacto positivo para a imagem das cidades atraindo mais de 722.000 turistas locais e estrangeiros e o impacto econômico de USD$ 107,6 milhões

Um estudo independente conduzido pela empresa de comunicação escandinava Geelmuyden Kiese, a empresa de pesquisa dinamarquesa Epinion, a especialista em inteligência de mídia Infomedia, a empresa de turismo VisitDenmark e a empresa de telecomunicações Three em nome do comitê organizador dinamarquês do Grand Départ, destaca que as três etapas de abertura do Tour de France 2022 realizadas na Dinamarca, levaram para as estradas mais de 1,6 milhão de espectadores,  destacando também que quase 640.000 fãs estiveram presentes em Copenhagen durante a primeira etapa da grande volta no dia 1º de julho.

A etapa inicial denominada Grand Départ aconteceu em Copenhague,  seguida pela segunda etapa de Roskilde a Nyborg e a terceira etapa começando em Vejle e terminando em Sønderborg.

As três etapas em solo dinamarquês atraíram mais de 722.000 turistas internacionais e domésticos, gerando um impacto econômico de US$ 107,6 milhões, com 92 por cento deles dizendo que o Tour de France correspondeu às expectativas.

A realização das três etapas envolveu um trabalho de preparação do público local, para isso durante os 100 dias que antecederam a largada, 744 eventos temáticos do Tour de France aconteceram em toda a Dinamarca.

Em termos de exposição, os eventos somaram quase 80.000 menções editoriais, 60% das quais na mídia internacional, entre julho de 2021 e julho de 2022, atingindo uma média estimada de 76 milhões de potenciais leitores diários. O evento foi transmitido para canais de tevê de 190 países.

"A maioria da população teve uma experiência positiva do evento e a Dinamarca alcançou um alto nível de visibilidade internacional ao sediar o evento", aponta o relatório ‘Wonderful Copenhagen and Sport Event Denmark’ – (Maravilhosa Copenhague e Evento Esportivo na Dinamarca').

A avaliação das cidades onde aconteceram  a largada e chegada documenta que a realização do Tour de France trouxe mudanças sociais e organizacionais substanciais e aparentemente duradouras - bem como o aprimoramento de habilidades nos municípios e organizações que fizeram parte do planejamento e hospedagem dos eventos relacionados ao Tour de France, destaca o estudo

“Conseguimos tudo o que sonhamos e muito mais. A largada do Tour na Dinamarca foi uma celebração do começo ao fim”, disse Sophie Hæstorp Andersen, prefeita de Copenhague e presidente do comitê organizador local do Grand Départ.

Desde a apresentação mágica das equipes nos Jardins de Tivoli às três fantásticas etapas até à vitória de Jonas Vingegaard (ndr.: o ciclista foi o vencedor da classificação geral do Tour). Com mais de 1,6 milhão de espectadores nas estradas, muitos turistas e uma grande exposição internacional, estamos muito satisfeitos e orgulhosos”.

Lars Lundov, chefe-executivo- da Sport Event Denmark, acrescentou: “Devemos aproveitar o fato de termos criado uma imagem tão forte de nosso DNA único de ciclismo e papel de anfitrião na Dinamarca”, e concluiu “Nós do Sport Event Denmark sonhamos com a Dinamarca sediando ainda mais grandes eventos de ciclismo”.

fotos: foto: ASO/Pauline Ballet

(Mundo Bici)

Admin

14 Dezembro 2022

Mobilidade

Comentários

Destaque

O uso de freios a disco em bicicletas de estrada ainda está limitado pela entidade máxima do ciclismo e ainda se encontra em fase de testes, sendo liberado apenas para equipes Continentais, Continentais Profissional e World Tour em provas do calendário da UCI . Aqui no Brasil seu uso está proibido na grande maioria das provas do calendário