EM SALVADOR CRESCE O USO DA BICICLETA COMO MEIO DE TRANSPORTE

EM SALVADOR CRESCE O USO DA BICICLETA COMO MEIO DE TRANSPORTE

Com o aumento da malha cicloviária que de 2013 saiu dos 13 km para os atuais 130 km, a cidade de Salvador vem registrando um crescimento na utilização da bicicleta como meio de transporte por parte dos seus cidadãos.

Salvador possui 40 estações de compartilhamento equipadas com  400 bicicletas, e mais 40 utilizadas apenas nos finais de semana, além das 60 bicicletas do Sistema Bike Turista, instalados em 12 hotéis da cidade, englobando toda orla atlântica e mais o Centro Histórico.

A cidade também apresentou um aumento significativo no número de ciclistas nas ruas como um todo, além dos grupos que realizam passeios matutinos e noturnos,  tudo isso serviu para promover uma certa mudança de comportamento dos motoristas da cidade, que hoje respeitam mais as pessoas que circulam de bicicleta na cidade.

Os ciclistas soteropolitanos contam atualmente com uma extensa ciclovia na Nova Orla de Salvador e na Nova Suburbana, trechos importantes da cidade que passaram por requalificação, além de trilhas em espaços fechados, como o Parque da Cidade.

Outra iniciativa importante é a instalação de ciclofaixas de lazer e turismo aos domingos e feriados na Avenida Sete até a Praça da Sé, na orla da Barra até Ondina, do Parque da Cidade até a orla da Avenida Octávio Mangabeira e na Avenida Magalhães Neto. 

Todas essas ações realizadas em Salvador refletem a informação publicada em Pesquisa do Instituto Transporte Ativo com dados coletados em 2015 e 2016, realizada com ciclistas nas principais capitais brasileiras que constatou que na cidade mais de 36% da população utiliza a bicicleta como meio de transporte nos sete dias da semana. 

A divulgação desses dados, levou o Movimento Salvador Vai de Bike, vinculado à Empresa Salvador Turismo (Saltur), a realizar um encontro com servidores da Prefeitura no auditório do Parque Social, no Parque da Cidade (Itaigara), onde foram apresentados os avanços no uso da bicicleta como meio de transporte na cidade.

Em palestra para os servidores da prefeitura de Salvador, o  fundador da ONG Transporte Ativo, Zé Lobo,  falou sobre este progresso, ao mostrar as mudanças em países de todo o mundo que priorizaram os pedestres em lugar dos carros e com as bicicletas influenciando o desenho das cidades. Além de apresentar dados em demostrando que o número de bicicletas em uso na cidade dobrou em cinco anos. O especialista acredita que muita coisa mudou na capital baiana com o aumento da infraestrutura para ciclistas, a consciência dos usuários e uma sociedade mais participativa, “Salvador está seguindo a tendência mundial de promover e usar efetivamente a bicicleta no dia a dia”, declarou Zé Lobo.

O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur) e coordenador do Movimento Salvador Vai de Bike, Isaac Edington, destacou pontos importantes sobre a bicicleta como meio de transporte acessível, a exemplo de melhorias para a saúde e no fomento do lazer, esporte, turismo, cultura e desenvolvimento econômico “Estamos fazendo um esforço grande por toda a cidade com uma diversidade de projetos, acreditando que as iniciativas em conjunto têm contribuído para o crescimento exponencial do universo de ciclistas em Salvador. O que foi feito nos últimos quatro anos tem dado resultado. A comunidade tem dado resposta pela grande quantidade de ciclistas que vemos na cidade. Acredito que estamos no caminho certo”. 

O gestor da Saltur complementou também que, tão importante quanto às ações para motoristas e ciclistas, é importante também fazer um alinhamento interno. “Precisamos motivar nossos colaboradores e disseminar o conceito internamente.”

Fonte: A Tribuna

(A Tribuna)

Admin

04 Novembro 2016

Mobilidade

Comentários

Destaque

Projeto de Lei prevê a adoção de ciclovias ou ciclofaixas em projetos e obras de construção, ampliação ou adequação do sistema viário urbano, além da implementação de infraestrutura de apoio, como bicicletários, paraciclos e sinalização.