CURITIBA COMEÇA A IMPLANTAR CICLOFAIXAS TEMPORÁRIAS PROMOVENDO MOBILIDADE EM TEMPOS DE COVID

CURITIBA COMEÇA A IMPLANTAR CICLOFAIXAS TEMPORÁRIAS PROMOVENDO MOBILIDADE EM TEMPOS DE COVID

Como forma de prevenção e controle da Covid-19 a prefeitura de Curitiba está adotando soluções em busca de reduzir o contato das pessoas e aumentar a circulação. Uma das opções adotada pela capital paranaense foi a de ampliar o sistema de circulação de pedestres e ciclistas na área do entorno do Mercado Municipal.
O projeto proposto pelo Ippuc – Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, levou a implantação de uma ciclofaixa temporária no trecho da Avenida Sete de Setembro, desde a rua Mariano Torres até a rua da Paz, ao lado do Mercado Municipal. A estrutura será sinalizada com a pintura do pavimento e cones ao longo do trecho que fará conexão com a ciclovia existente na rua Mariano Torres.
Para incentivar a que os cidadãos usem a bicicleta, serão instalados paraciclos em frente ao Mercado. Para atender um outro público, o dos motociclistas dos serviços de delivery que tiveram aumento de demanda na pandemia, foram criadas áreas de estacionamento na Rua da Paz.
A Rua General Carneiro terá alteração na configuração dos estacionamentos e serão implantados gradis e sinalização para os clientes do Mercado e do comércio local. Também haverá na via uma faixa compartilhada e sinalizada para ciclistas.
O projeto do entorno do Mercado é o primeiro, entre uma série de ações em estudo pelo Ippuc, para implantação em outras áreas da cidade. A intervenção fortalece a economia local e auxilia os comerciantes do entorno do Mercado Municipal, onde há muitos estabelecimentos de vendas de embalagens e produtos similares que tiveram maior procura com o aumento da demanda por deliveries de alimentos e outras entregas.
“O objetivo é garantir aos clientes do comércio da região mais uma opção de mobilidade limpa e segura e espaço maior nos passeios para que seja possível manter a distância recomendada pela Saúde, bem como o número de pessoas dentro dos estabelecimentos, evitando aglomerações”, explica o presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Luiz Fernando Jamur.
Ainda segundo Jamur: “São medidas importantes para a prevenção e controle do novo coronavírus que possibilitam o distanciamento físico, em locais de aglomeração de pessoas, e também servem de incentivo à mobilidade ativa, evitando a sobrecarga do transporte público”. O projeto conta com o suporte da Setran, da Guarda Municipal e da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional.

fotos: Prefeitura de Curitiba / Hebi B.-Pixabay

(Prefeitura de Curitiba)

Admin

03 Junho 2020

Mobilidade

Comentários

Destaque

s recentes ações político-econômicas da União Europeia e dos Estados Unidos provocaram uma forte reação e muitas indústrias taiwanesas estão repatriando parte de suas linhas de produção, ou levando-as para outros países do continente asiático