CPTM libera entrada de bicicletas nos trens à noite nos dias de semana

CPTM libera entrada de bicicletas nos trens à noite nos dias de semana

Bicicletas estão liberadas após às 20h30; antes era só final de semana.
Segundo a CPTM, abertura é consequência do aumento de usuários.

A partir desta quarta-feira (19), os usuários da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) estarão liberados para levar suas bicicletas nos vagões também durante a semana - de segunda a sexta, após às 20h30.

A companhia leva em consideração a experiência dos últimos sete anos. Nos finais de semana, a partir das 14h de sábado até o encerramento da operação de domingo, já é permitido o embarque das bikes. São permitidas quatro bicicletas por viagem, embarcadas no último carro de cada trem.

Segundo a CPTM, a abertura para a noite do decorrer da semana é consequência do aumento da demanda dos usuários - em 2007, com a liberação apenas nos finais de semana e feriados, foram embarcadas 15.090 bicicletas; e em 2014, foram registradas 57.828 e, no primeiro semestre deste ano, 31.663 bikes entraram nos trens.

A Linha 9-Esmeralda é a mais requisitada pelos ciclistas, maioria atraída pela ciclovia Rio Pinheiros, que é próxima à linha. Desde a abertura nos finais de semana, a linha recebeu 126.340 bicicletas, seguida pela linha 10-Turquesa com 73.355 embarques de bikes e, pela linha 12-Safira, com 55.708.

Atualmente, são 28 biclicletários distribuídos em estações das seis linhas, com mais de 7 mil vagas. São cerca de 20 mil ciclistas cadastrados nesses pontos. Todos os bicicletários são gratuitos, exceto a unidade de Mauá, administrada pela Ascobike, que cobra mensalidade de R$ 20 dos sócios e R$ 2 a diária para eventuais usuários.

(G1)

Admin

19 2015

Mobilidade

Comentários

Destaque

Fabricantes europeus estão fazendo um movimento de retorno, levando suas produções para mais perto da sua rede de distribuição na Europa. Agilidade nas entregas e possibilidade de atender a costumização estão sendo levados em conta por grandes players do setor