CIDADE ITALIANA PREMIA QUEM SE DESLOCA EM BICICLETA

CIDADE ITALIANA PREMIA QUEM SE DESLOCA EM BICICLETA

A cidade de Bolonha, na Itália,  encerrou recentemente a segunda edição de um programa que busca incentivar a mobilidade sustentável. Usar a bicicleta em seus deslocamentos,  ir a pé de um ponto a outro da cidade ou mesmo utilizar transportes públicos,  garante pontos ao cidadão. O programa recebeu o nome de Belo Movimento – Bella Mossa   em italiano,  e premia os usuários com descontos em lojas conveniadas, ingressos grátis para o cinema, sorvetes e até cerveja.

O programa Bella Mossa – Belo Movimento – é financiado com recursos da União Europeia e da prefeitura de Bolonha, no ano passado levou a que cidadãos da área metropolitana de Bolonha percorressem mais de 3,7 milhões de quilômetros de forma sustentável. Para participar,  basta descarregar um aplicativo no smartphone, fazer a inscrição e a cada vez que o usuário for realizar um deslocamento o aplicativo registra a quilometragem e os pontos acumulados são guardados em um cofre eletrônico . 

O usuário deve indicar qual a forma de deslocamento sustentável que esta utilizando, e para evitar qualquer trapaça o aplicativo através do GPS cruza os dados e verifica também a velocidade e a duração do trajeto pelo usuário.

Para ser mais atraente, e também tentar minimizar ação de possíveis trapaceiros, o sistema não premia pela distância percorria, mas pela assiduidade.  Ou seja,  os pontos são computados por viagem com isso os criadores do sistema acreditam que estejam estimulando os participantes a usarem meios não poluentes um maior número de vezes. Ao final do trajeto, o aplicativo mostra o quanto de CO2 (dióxido de carbono) - um dos gases causadores do efeito estufa que provoca o  aquecimento global - deixou de ser emitido por terem escolhido o meio alternativo de locomoção.

Trata-se de um programa que envolve parcerias com o comercio local que também promove a troca pontos por descontos em compras ou no consumo, em alguns comércios e dependendo da quantidade de pontos os descontos podem chegar a 30%.

O idealizador do projeto é o urbanista italiano, Marco Amadori que teve buscava uma maneira de tornar os transportes ecologicamente sustentáveis mais atraentes para os cidadãos da cidade . "Pela primeira vez fomos capazes de envolver todo mundo. Todos têm a possibilidade de trocar uma viagem de carro por uma de bicicleta ou ônibus e receber uma recompensa", disse o urbanista a uma equipe de jornalistas britânicos que estiveram em Bolonha para conhecer, e testar o Bella Mossa. Segundo os jornalistas da BBC são necessárias aproximadamente oito viagens para se obter um sorvete grátis.

Segundo o ex- assessor de Mobilidade da prefeitura de Bologna, e agora vereador da cidade, Andrea Colombo,  “Este é um programa que resultou de um outro projeto testado por quatro anos que fizemos para convencer as pessoas a pedalar. Primeiro, a iniciativa foi chamada de Desafio Europeu de Ciclismo. Graças aos mapas de calor processados pelos dados coletados, Bella Mossa sempre nos mostrou que os ciclistas escolhem o caminho mais rápido. Em comparação com a década de 1990, quando as bicicletas não deviam atrapalhar o trânsito hoje as cidades devem se tornar cada vez mais acolhedoras para os ciclistas ".

O programa que funciona entre os meses de abril a setembro ( ou entre a primavera e o início do outono no hemisfério norte) também tem desafios entre escolas e grupos de trabalho. Uma boa ideia que poderia ser levada a outras cidades, pois além de promover deslocamentos limpos o programa cria uma importante interação dos usuários com empresas que acreditam em meios sustentáveis de transporte.

fotos: auggie Tolosa - Fiab

(Bella Mossa-BBC)

Admin

30 Outubro 2018

Mobilidade

Comentários

Destaque

Na França vendas de e-bikes bateram recorde em 2015