CICLISTAS PODEM TER RENDA EXTRA COM O UberEATS

CICLISTAS PODEM TER RENDA EXTRA COM O UberEATS

Até pouco tempo atrás o serviço de entregas de comidas da Uber, no Brasil, era coisa exclusiva para motoristas de carros e motociclistas. O serviço ainda é novo no país e está disponível em mais de 50 cidades do mundo, em países como Estados Unidos, França, Alemanha, Itália, Japão, África do Sul e Austrália.
A operadora do aplicativo, a exemplo do que fez em outros países, está se expandido e passou a aceitar  o cadastramento de  ciclistas para as entregas rápidas de comida. Os primeiros a aderirem ao sistema foram alguns paulistanos.
Para muitos ciclistas pode ser a oportunidade de levantar um dinheiro extra. Para se inscrever é preciso fazer o dowload do aplicativo para parceiros do Uber. O entregador deverá ser maior de 18 anos preencher o cadastro e enviar fotos dos documentos.
A Uber fará uma analise da documentação e se a pessoa atender os requisitos já poderá começar a fazer as entregas. Um detalhe interessante é que a Uber não especifica o tipo de bicicleta ou o modelo que o parceiro vai utilizar para o serviço, ao contrário dos automóveis que são divididos por categorias.
O valor pago ao ciclista leva em consideração a distância e o tempo percorridos. Mas, para quem pede a comida, a taxa de entrega é fixa em R$ 7, segundo a empresa esse valor é em caráter promocional. Os entregadores podem ficar online e fazer entregas quando e por quanto tempo quiserem, seja de manhã, à noite ou aos fins de semana.
O UberEATS trabalha com um aplicativo que sincroniza a hora em que o pedido estará pronto para sair do restaurante com a hora em que o entregador chegará ao restaurante. Evitando-se o tempo de espera. A partir do momento da coleta do pedido, o usuário pode acompanhar todo o trajeto do entregador, via app em seu smartphone.

Foto: Neill Hall/Reuters

(UberEats)

Admin

15 Maio 2017

Mobilidade

Comentários