SHIMANO FEST REÚNE MAIS DE 30 MIL PESSOAS

SHIMANO FEST REÚNE MAIS DE 30 MIL PESSOAS

Com aumento de 20% no número de visitantes, evento contou com diversas atividades na região central de São Paulo e garantiu a alegria dos visitantes com atrações como o test-ride. Expositores elogiaram a nona edição do Festival da Bicicleta

A nona edição do Shimano Fest, reuniu ao longo dos três dias de evento 30.600 visitantes, 20% a mais do que em 2017, quando em quatro dias de eventos o público que passou pelo Jockey Club de São Paulo foi de 25.500 pessoas.

O aumento de visitantes consolida não só o Festival em si, mas também a escolha de sua nova sede, no Memorial da América Latina, na zona Oeste da capital paulista. Com localização central, o local fica ao lado do Metrô Palmeiras Barra Funda e ao lado de importantes ciclovias da região.
Outros números mostram o potencial do mercado e o sucesso junto ao público.  No bicicletário foram estacionadas mais de  5.600 bicicletasl, 30% a mais do que 2017. O test-ride teve crescimento de 17%, com 5.600 testes realizados nas  120 bicicletas disponibilizadas por 9 empresas do setor. Mais de 5 toneladas de alimentos não perecíveis foram doadas pelos visitantes, um aumento de 65% em relação ao ano passado.

Na sexta-feira (14/09)  dia destinado aos negócios, com o evento aberto exclusivamente para  profissionais do setor e imprensa,  reuniu 5.400 lojistas, praticamente o mesmo número de 2017, quando a feira teve 5.600 lojistas nos dois fechados ao público geral.  O crescimento do evento em relação ao ano anterior, justificou a decisão da organização de aumentar o espaço coberto do evento, de 2.500 para 5.000 metros quadrados. O sucesso comercial do evento ficou claro com o bom movimento de lojistas, muitos vindos de outros estados. Muitos expositores destacaram a abertura de novos clientes, e um bom volume de negócios. 

"Pensávamos em ter 30 mil pessoas nos três dias de evento e se, no sábado foi um dia forte em termos de público, neste domingo foi mais ainda. O tempo ajudou e fez um sol agradável em São Paulo. Tivemos shows, taiko e rock, além de apresentações de bike trial e BMX, entre outras atividades. Mas, mais do que isso, o que nos deixa bem feliz é ver o pessoal na fila para o test-ride. Muitas marcas com suas bicicletas e o sorriso no rosto das pessoas que puderam testar diversos tipos de bikes, como as elétricas. Elas fazem uma diferença boa para quem está mais cansado ou tem mais dificuldades com subidas. Isso é algo novo e as pessoas estão redescobrindo o quão gostoso é andar de bicicleta. Nossas parceiras trouxeram suas novidades, com muitos produtos expostos e pudemos ver a casa cheia", disse Fabio Takayanagi, presidente da Shimano nas Américas Latina e do Norte. 

A  Diretora-presidente da Fundação Memorial da América Latina, Priscila Franco,  avaliou o evento realizado  no espaço dedicado à cultura e às manifestações populares na cicade de São Paulo. "Para nós é um desafio, porque a estrutura do Shimano Fest é grande, embora seja uma iniciativa muito positiva. Tudo isso é estimulante para termos coisas diferentes aqui, como um circuito de bike dentro do Memorial. Várias atividades funcionando ao mesmo tempo. Foi perfeito, porque trouxe bastante público que veio ao Festival  e visitou as áreas culturais do nosso espaço", disse Priscila.

A diretora do Memorial também sinalizou com a possibilidade da extensão das ciclovias próximas, fazendo com que estas cheguem até o espaço cultural, o que seria um ótimo legado para o espaõ e para a cidade. "Realizar um evento que fala de ciclismo, saúde e família sem trazer a bicicleta para dentro, é algo difícil de se pensar. Por isso queremos estender a ciclovia para cá. Já há uma ciclovia passando na avenida em frente ao Memorial mas as bicicletas não conseguem entrar, uma coisa que é incoerente. A atual gestão está há cinco meses e queremos que o Shimano Fest esteja aqui e permaneça no nosso espaço, que segue aberto para eles. Estamos recebendo sugestões e teremos assessoria de órgãos e entidades para abrir um ponto de apoio ao ciclista no Memorial", finalizou a diretora-presidente da Fundação.
Durante os dois dias abertos ao público, vários grupos de ciclistas criaram passeios em direção ao Shimano Fest. O principal destaque entre eles foi o 1º Passeio Ciclístico Shimano Fest & Santuu, com 1.500 pessoas partindo do Monumento às Bandeiras, no Parque do Ibirapuera, para o Memorial da América Latina, na manhã dedomingo. Um mar de bicicletas tomou conta das avenidas por onde passaram, como Av. Brasil, Sumaré, até chegar ao local do Festival.

Números do Shimano Fest 2018:
- 3 dias
- 30.600 visitantes
- 5.400 lojistas
- 5 mil metros quadrados de área coberta
- 5.600 bikes no bicicletário
- 5.600 test-rides com 120 bikes
- 35 palestras

 

Admin

19 Setembro 2018

Mercado

Comentários

Destaque

Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência da cidade de São Paulo e o Bike Tour Avenida Paulista firmaram acordo para a realização de passeios acessíveis para pessoas com deficiência auditiva. O passeio de bicicleta gratuito disponibilizará, em Língua Brasileira de Sinais (Libras), as informações transmitidas sobre os pontos culturais visitados durante o trajeto.