INDÚSTRIA ALEMÃ CONTRA A TUNAGEM DE E-BIKES

INDÚSTRIA ALEMÃ CONTRA A TUNAGEM DE E-BIKES

O crescimento da frota de e-bikes na Alemanha gerou um movimento de tunagem, manipulação e comercialização de modelos fora das normas, com bicicletas elétricas a pedalada assistida que desenvolvem velocidades muito acima do limite de 25 km/h. A indústria local exige que regras sejam cumpridas para não comprometer o mercado ou colocar em risco a integridade dos usuários


Em uma ação que visa a proteção da integridade dos usuários e principalmente o cuidado com a imagem de um produto junto a um mercado altamente exigente e que está em constante crescimento, a AG Fahrradwirtschaft – Associação Alemã da Indústria da Bicicleta, juntamente com outras entidades de interesse comum, emitiu um comunicado aonde mostra toda sua preocupação com o mercado das e-bikes: "Nós nos opomos firmemente a qualquer tipo de manipulação nas e-bikes , de seus motores e sistema de comando usados pela indústria de bicicletas alemã e internacional, por exemplo, o aumento de potência e /ou a velocidade máxima de suporte. A AGF, como entidade ressalta expressamente que as manipulações podem ter consequências negativas, tanto técnicas quanto relacionadas à responsabilidade".
Junto com a declaração a AGF iniciará uma série de ações para impedir a manipulação e a tunagem das e-bikes, entre elas está o cumprimento das normas EN 15194/2017 (norma europeia para bicicletas elétricas a pedalada assistida), o aprimoramento de sistemas que impeçam a reprogramação ou a manipulação do motor.
Em conjunto com as ações técnicas e de informação para lojistas, mecânicos, seguradoras, policias e também associações de consumidores serão adotadas medidas legais que punam juridicamente quem realizar modificações nas e-bikes ou comercializar bicicletas elétricas fora do padrão.
As bicicleta elétricas que chegam a 45 km/h terão licenciamento obrigatório, que possibilitará às autoridades e ao público em geral a sua identificação.

Foto: the.Official-VisualHunt.com/CC BY-SA

(Bike Europe)

Admin

18 Abril 2017

Mercado

Comentários

Destaque

CAMEX passa ao comando do presidente em exercício Michel Temer